Conhecer a Plataforma

Como escolher um serviço de auditoria financeira


Segundo a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), o mercado de fusões e aquisições cresceu 28%, entre 2018 e 2019, o que repercute diretamente na procura por serviços de auditoria financeira, tendo em vista a necessidade por processos mais transparentes.

A Lei 11.638/07 afirma que empresas com ativos superiores a R$240 milhões ou receita bruta anual superior a R$300 milhões são obrigadas a contratar os serviços de auditoria externa.

Para tornar este processo de escolha mais transparente, surgiram, dentro das empresas, 

os comitês de auditoria. Segundo o Guia para Comitês de Auditoria, sua função é supervisionar as ações da empresa contratada.

Neste post, vamos detalhar aspectos importantes para a escolha de uma auditoria financeira, os principais critérios na seleção desses parceiros, conhecer a influência dos gestores, além de abordar os benefícios que a auditoria traz à organização.

Qual é o perfil da auditoria financeira moderna

Os avanços tecnológicos e a transformação digital que estamos vivendo também impactam a rotina profissional do auditor e das empresas de auditoria.  

Jon Raphael, Diretor de Inovação da Deloitte, afirma, em entrevista à Strategic Finance, que os profissionais de uma auditoria devem possuir amplo conhecimento sobre tecnologia, habilidades analíticas aprimoradas e uma compreensão mais profunda dos riscos de um negócio.

A importância da tecnologia, também, é citada em relatório da EY. O estudo aponta que esses profissionais estão sendo treinados para usar, cada vez mais, a análise de dados para identificar padrões de transações que indiquem fraude material, por exemplo.

De acordo com o Occupational Outlook Handbook, do Bureau of Labor Statistics, até 2030, o número de contadores e auditores empregados, nos Estados Unidos, deve crescer 11%, quase tão rápido que a média de todas as ocupações

Michele Parmelee, Vice-CEO da Deloitte Global, em entrevista à Revista Forbes, diz: “Pense em todos os stakeholders com os quais os auditores têm que lidar. Eles devem ser capazes de ouvir e explicar e construir um relacionamento em todos os níveis da organização.”

A Forbes, baseada em uma série de estudos, lista as cinco principais habilidades de um auditor de sucesso:

  1. Forte capacidade de comunicação
  2. Inteligência emocional
  3. Pensamento crítico e visão de negócios
  4. Perfil questionador e investigativo
  5. Habilidades interpessoais

O papel dos gestores na seleção de uma auditoria financeira

Segundo artigo publicado, na Strategic Finance, e baseado nas pesquisas das autoras Melissa Carlisle, Candice Hux e Aleksandra Zimmerman, a administração pode ter um papel formal ou informal na seleção do auditor e da empresa contratada. 

Segundo a publicação, há algumas características dos parceiros de auditoria que os gestores acreditam ser mais importantes, no processo de seleção, e que podem ajudar empresas a tomar a mesma decisão: 

  • Amplo conhecimento técnico
  • Entendimento sobre o negócio do cliente
  • Experiência e boas referências
  • Disponibilidade e respostas rápidas
  • Capacidade de se relacionar com o time
  • Integridade profissional e ética nas relações
  • Proatividade e objetividade nas suas ações

A matéria, também, cita a experiência dos gestores e o profundo conhecimento deles nas metas e operações financeiras da empresa, diante de riscos e estratégias, como um facilitador na hora de se certificar da qualidade da auditoria.

Principais critérios para escolher uma auditoria financeira

A escolha de um parceiro de auditoria financeira pode envolver diversos critérios, que vão desde o conhecimento técnico e atualização profissional, passando pela postura ética até chegar na relação custo-benefício. Além disso, a definição também deve ocorrer no momento certo para a empresa.

Uma forma de comprovar a capacidade operacional de uma auditoria financeira é através das informações disponíveis no site da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Os auditores, para terem um registro na CVM, devem comprovar capacidade profissional para atuar na área.

Aqui, no Brasil, a emissão de normas de auditoria financeira é de responsabilidade do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). A entidade traduziu as Normas Internacionais de Auditoria sob o nome de Normas Brasileiras de Auditoria Independente de Informação Contábil-Histórica (NBC-TA)

No exterior, as Normas Internacionais de Auditoria emitidas pelo International Auditing and Assurance Standards Board (IAASB) são consideradas como referência para o processo de auditoria.

A AICPA (Associação Internacional de Contadores Certificados) criou um guia para auxiliar na avaliação de uma auditoria financeira, destacando os principais requisitos:

  • Experiência e desenvolvimento profissional
  • Políticas de qualidade em todos os seus processos
  • Independência e autonomia na prestação do serviço
  • Licenciamento para atuar com auditoria financeira
  • Postura dinâmica e cultura tecnológica

Benefícios da auditoria financeira para a empresa

Nos últimos anos, as organizações vêm buscando uma experiência de auditoria que seja capaz de refletir uma nova dinâmica de gestão: mais ágil, objetiva e tecnológica.

Richard Summerfield, editor da Financier Worldwide, afirma: uma auditoria financeira eficiente não deve apenas relatar as não conformidades e ações corretivas, mas também destacar pontos positivos e boas práticas.

Uma boa auditoria financeira, também, pode auxiliar empresas na avaliação de riscos. Foi o que constatou a pesquisa da Deloitte, que ouviu 351 executivos, de nove países, sobre a importância de avaliar os riscos em cenários econômicos adversos.

Segundo essa pesquisa, para 90% dos entrevistados, as empresas podem se beneficiar com a parceria de um auditor para avaliar os riscos e entender os impactos financeiros a longo prazo.

Os autores Stephen H. Fuller, Jennifer R. Joe e Benjamin L. Luippold afirmam, em artigo, que, quando o relatório do auditor é mais informativo sobre uma estimativa complexa e o comitê de auditoria é mais eficiente, as divulgações financeiras relacionadas à administração são mais transparentes.

A PwC elaborou um estudo que cita os principais benefícios de uma auditoria financeira para as empresas e seus stakeholders:

  • Possibilita maior transparência e informações claras aos acionistas
  • Aponta inconsistências nas declarações financeiras
  • Identifica falhas na administração e nos controles internos
  • Entrega insights sobre as áreas onde a administração pode melhorar
Nova call to action


Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *