Conhecer a Plataforma

Gestão automatizada de dados financeiros e as métricas ESG


Em 2020, no Brasil, os fundos ESG – destinados a apoiar empresas que desenvolvem modelos de negócios e tecnologias para desafios apresentados pelas mudanças climáticas captaram cerca de R$2,5 bilhões, segundo estudo da Morningstar e Capital Reset

Desse valor, mais da metade foi levantada por fundos criados há menos de um ano. Embora cada setor tenha um critério diferente para implementação do ESG, é comum a todos eles o pilar da transparência e do acesso aos dados da companhia.

Nascido do Pacto Global da ONU, firmado em 2000, o termo ESG –  Environmental, Social and Governance (Governança Ambiental, Social e Corporativa, em português) tem guiado empresas de todo o mundo a seguirem, juntas, por um caminho mais sustentável e consciente. Além de garantir um mundo melhor, cada vez mais o ESG tem guiado decisões de investimento e risco das empresas; ou seja, seguir essas boas práticas também pode significar um melhor desempenho financeiro das companhias

A pauta ESG também ganhou evidência com o Business Roundtable, evento que aconteceu em agosto de 2019, no qual mais de 180 CEOs de grandes empresas se comprometeram a liderar em benefício de todos os stakeholders.

Após 2020, com a pandemia mundial da Covid-19, as preocupações relacionadas ao meio ambiente, sociedade e governança se tornaram prioritárias entre gestores que querem se antecipar a possíveis crises e fortalecer o relacionamento com os investidores.

Para Goldwasser Neto, CEO e cofundador do Accountfy, projetos sólidos de ESG costumam se basear na governança corporativa. “Nas organizações privadas, a liderança financeira assume o papel de mapear e gerenciar os riscos do negócio, o que inclui os fatores socioambientais. Conselhos podem ser articulados para dar andamento ao ESG e as áreas de compliance e controle financeiro têm papéis fundamentais para seguir a legislação, acompanhar a performance e apresentar os resultados”, diz. 

No último ano, o ISE B3 superou a valorização do Ibovespa, acumulando alta de 294,73%, em comparação aos 245,06% do mais importante indicador do desempenho médio das ações negociadas no Brasil.

O ISE B3 é o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas selecionadas pelo seu reconhecido comprometimento com a sustentabilidade empresarial. Recentemente, a B3 anunciou que está desenvolvendo um novo índice que analisará exclusivamente empresas que valorizam seus funcionários, em parceria com o Great Place to Work.

ESG, gestão financeira e dados

Essa agenda sustentável tem impactado diretamente as receitas das empresas. Em um cenário em que a gestão financeira é feita majoritariamente de forma manual, a utilização de um sistema capaz de integrar e gerenciar as informações automatizadas torna esse processo mais estruturado, ágil e confiável.

“As soluções do Accountfy, além de automatizar processos e monitorar indicadores, também trazem clareza e detalhamento às informações financeiras, o que é fundamental para a comunicação de investimentos em sustentabilidade e geração de valor empresarial em longo prazo”, afirma o CEO.

Não há uma uniformidade entre os critérios de implantação do ESG, pois existem particularidades de cada empresa. Mineradoras ou empresas de transporte, por exemplo, possuem desafios socioambientais bem diferentes de organizações de tecnologias ou do terceiro setor.

Sustainability Accounting Standards Board (SASB), uma organização independente para práticas sustentáveis, disponibiliza, por exemplo, padrões de  77 setores diferentes para download.

Se não há um padrão único para monitorar os critérios ESG nas instituições, é preciso que cada companhia reconheça entenda os diferentes impactos que causa na sociedade.

Nas organizações privadas, a liderança financeira assume o papel de mapear e gerenciar os riscos do negócio, o que inclui os fatores socioambientais.

Conselhos podem ser articulados para dar andamento ao ESG e as áreas de compliance e controle financeiro têm papéis fundamentais para seguir a legislação, acompanhar a performance e apresentar os resultados.

Investidores que buscam o ESG procuram por companhias que apresentem resultados promissores, mas que também dimensionem os riscos socioambientais e trabalhem para mitigá-los.

 



Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *